Lá vem a Nau Catrineta... que tem muito que contar...

9.4.06

Lá Vem a Nau Catrineta (70)

Lá vem a Nau Catrineta
que tem muito que contar
esta nau, diz o poeta
El-Rei a mandou armar
e de Rosa a fez zarpar
para uma nova demanda
é D. José quem comanda
a barquinha em alto-mar
dessa odisseia sem par
de loucos navegadores
ouvi agora senhores
outra estória de pasmar

"PARA ANGOLA JÁ E EM FORÇA!"

No Ano Santo da Graça
de dois mil e meia-dúzia
outra estória macambúzia
agitou a populaça
ao Capitão da barcaça
deu-lhe outra vez a pancada
na cachola iluminada
p'ra mal da nossa desgraça
e por mais que alguém lhe faça
seja a bem ou seja a murro
fazer ver que está a ser burro
é certo q'uinda se passa

Sabem o que naquele dia
se lembrou o iluminado?
valha-nos Santa Maria
que ficou tudo banzado:
"Chamem o Almirantado
e a flôr empresarial
deste nosso Portugal
p'rá reunião de Estado
o encontro está marcado
para daqui a uma hora
sem atrasos, sem demora
quero isto despachado!"

Lá foi o pobre estafeta
a correr qual desalmado
os cantos à Catrineta
muito aflito, coitado
o tempo era sesgado
tendo uma hora somente
para encontrar toda agente
tal como fôra ordenado
no fim estava tão cansado
que rolando sobre si
caiu todo junto ali
um membro p'ra cada lado

Sabendo o que aconteceu
ao estafeta desgraçado
sabem o que remoeu
este Capitão safado?
"Pôrra que estou bem lixado
com a merda do Alfredo
quer é copos e putedo
e depois fica cansado
vá bugiar p'r'outro lado
despeçam o gabirú
contrata o Obikwelu
está o assunto arrumado!"

No convés se reuniram
-eram bué, aos montões-
por isso todos ouviram
as palavras dos chefões
"Podemos ganhar milhões
e já lá estão os chineses
os espanhóis e ingleses
e gente de outras nações
mas temos duas razões
para ganhar a qualquer um
uma a história comum
outra a língua de Camões

De entre todos vou levar
alguns do almirantado
p'rá coisa protocolar
já que é visita de estado
o meu calção amarelado
os meus ténis de corrida
e uma t-shirt curtida
que tenha à frente estampado
a preto e a encarnado
Angola e Portugal
porque é para lá afinal
que o rumo vai ser traçado

Empresários e banqueiros
às malas suas molezas!...
...levamos dois cozinheiros
porque eu tenho umas surpresas
receitas das realezas
que eram da minha avó
bolo mel e pão de ló
bolo de nóz e framboezas
suculentas sobremesas
e levamos chá Licungo
que eu não suporto gindungo
nem rezando a Santa Teresa...

D. Freitas, verdade ou não?!
...mas que raio!...estais espantado?!"
"Ó meu querido Capitão
estais-me a deixar assustado
e também bué enervado...!"
"Mas porquê homem de Deus?!"
"Mas vós não vêdes?!... Ó céus
estaria tudo estragado!...
era um incidente de estado
se recusasse, Capitão
a papa do anfitrião
qual puto mal educado!"

"Ai gindungo... vou mesmo ter que engolir?"
"Olhe, ponha-se à defesa!...
o primeiro prato a sair
é muamba, de certeza!
Vingue-se na sobremesa
você não gosta de côco?"
"Detesto! Nem um pouco!"
"Vão pôr isso sobre a mesa
reze pois à Santa Teresa
terá que se aguentar
também vai ter que o mamar
que vai ser uma beleza!"

A ralé ouvia tudo
com ar estupidificado
quando houve um abelhudo
um tal Zé da Nau chamado
que arriscando ser linchado
perguntou ao Capitão:
"Meu senhor, peço perdão
confesso-me baralhado
disse o senhor há bocado
se não me falha a memória
que ia 'Angola fazer história
numa visita de estado?"

"É como dizes marujo
mas porquê? estás admirado?
posso saber meu sabujo
porque estás tu tão espantado?"
"Estou confuso, atarantado
tenho mui pouca instrução
e não entendo a razão..."
"Fala lá meu desgraçado!"
"...Se tal me é ordenado...
...Senhor, não leveis a mal:
O que lucra Portugal?!...
devo estar mui baralhado

"Alguns desses empresários
senhores mui bem conhecidos
fazendo de nós otários
andam ao fisco fugidos
só se formos ressarcidos
com o que lá vão roubar
pois não vão para ajudar
nisso estamos entendidos
os meus pêsames sentidos
ó pobre povo angolano
chupam-vos osso e tutano
tal a corja de bandidos

Se me mandar embarcar
para remar o escaler
já estou a magicar
como é que vou proceder
sabe o que é que eu vou fazer?
irei fazer tal e qual
como o Marquês de Pombal
já me está a perceber?
quando ao largo já estiver
afogo-os quais jesuítas
cambada de parasitas
acreditem, podem crer!"

7 Comments:

At 05:57, Anonymous Guerreiro da Luz & Freyja said...

Un abrazo y gracias por tus saludos en Culturas, que sea un lindo dia domingo

Saludos de Guerreiro da Luz y Freyja

 
At 11:41, Blogger contradicoes said...

Este nosso Portugal
que não soube descolonizar
como a coisa correu mal
nem sequer lá quis ficar

Acordaram muito tarde
estes nossos governantes
não sei porquê tanto alarde
se já lá estão outros ocupantes

Americanos,espanhóis,ingleses
estão lá todos a sacar
substituiram os portugueses
que nem souberam descolonizar

A dívida está por pagar
querem pois, mais investir
mas se ninguém se acautelar
vai de certeza falir

Angola é muita rica
mas não quer contemplar
estrangeiros que nela invista
para depois poder ganhar

A corrupção que por lá grassa
é em todo semelhante
com a mesma que cá se passa
no meio politico militante

Só espero que este governo
não pretenda ali investir
ingenuamente mais dinheiro
para que dívida volte a subir

Com um abraço do Raul

 
At 11:55, Blogger wind said...

bates sempre no ponto:) Muito boa esta sátira e verdadeira. Todos se enchem, menos o desgraçado do povo angolano. Beijos

 
At 12:52, Blogger Biranta said...

De facto, este governo faz lembrar, em muito, traumas passados... como esse do: "para Angola, em força"
Outro assunto:
O que sabemos sobre a "gripe das aves"? Porque é que há notícias censuradas, sistematicamente, pelos OCS?
Queria sugerir mais uma visita ao meu blog, SOCIOCRACIA, onde coligi uma série de elementos sobre "o Negócio do Medo". Há para todos os gostos, desde os factos fortemente indiciados, até "teorias da conspiração", plausíveis. Tudo para demonstrar que há muita gente cuja consciência está a ser "agredida" pela campanha de medo da comunicação social e pela censura cerrada e cretina a este tipo de notícias... Peço a todos que divulguem, de modo a criar uma corrente que não possa mais ser ignorada...

 
At 14:14, Blogger Rui Martins said...

reunindo-se assim uma das maiores concentrações de gente sem escrupulos da historia nacional... quem pode dormir de consciencia tranquilo sabendo que financia e bajula um dos mais corruptos regimes do mundo?

 
At 00:49, Anonymous Anónimo said...

A última estrofe está de truz. Abraço. Octávio Lima (ondas3.blogs.sapo.pt)

 
At 19:19, Blogger GNM said...

Tu dá-lhe muito aahh!!!

Gostei imenso!

Fica bem!

 

Enviar um comentário

<< Home